Humor

1º Piada sobre HOMEM Loiro..



Um japonês, um brasileiro e um loiro estavam a trabalhar na construção de um edifício de 20 andares. Começaram a abrir as suas marmitas para almoçar e o japonês disse, irritado:


- Sushi com sashimi de novo! Se eu abrir essa maldita marmita amanhã e encontrar sushi com sashimi atiro-me desse prédio!


O brasileiro abriu a sua marmita e gritou:


- Picanha de novo! Se amanhã o meu almoço também for picanha, atiro-me logo daqui!


O loiro abriu a sua e disse:


- Feijão frade com atum de novo! Não !!! Se meu almoço amanhã for o mesmo, atiro-me também!


No dia seguinte o japonês abriu a sua marmita, viu o sushi com sashimi e pulou para a morte.


O brasileiro abriu a sua marmita, viu a picanha pulou também.


O loio abriu a marmita, viu que era feilão frade com atum e também se atirou do prédio.


No enterro, a mulher do japonês chorava sem parar, dizendo:

- Se eu soubesse o quanto ele estava cansado de comer sushi com sashimi, eu nunca mais teria posto na marmita dele!



A mulher do brasileiro também chorava e dizia:


- Eu poderia ter feito feijoada! Não percebi o quanto ele estava odiando comer a picanha!


Todos se voltaram e olharam para a esposa do loiro:


- Eu não entendo, era ele que preparava a sua marmita...





O EMPURRÃO…



Um milionário dá uma festa numa das suas mansões e, em determinado momento pede para parar a música e diz, olhando para a piscina onde cria crocodilos australianos.

- Quem saltar para a piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará todos os meus carros. Alguém se habilita?

Espantados, os convidados permanecem em silêncio e o milionário insiste: - Quem saltar para a piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará todos os meus carros e os meus aviões.

O silêncio impera e, mais uma vez, ele oferece:

- Quem saltar para a piscina, conseguir atravessá-la e sair vivo do outro lado ganhará todos os meus carros, os meus aviões e as minhas mansões.

Neste momento, alguém salta para a piscina. A cena é impressionante. A luta intensa, o destemido defende-se como pode, segura a boca dos crocodilos com os pés e as mãos, torce o rabo dos répteis. Muita violência e emoção. Parecia um filme do Crocodilo Dundee!

Após alguns minutos de terror e pânico, sai o corajoso homem, cheio de arranhões e quase despido. O milionário aproxima-se, dá-lhe os parabéns e pergunta:
- Onde quer que lhe entregue os carros, e os aviões?

- Obrigado, respondeu ele, mas não quero os seus carros e aviões.

Estranhando a reacção do homem, o milionário pergunta:

- E as mansões?

- Eu tenho uma bela casa, não preciso das suas. Pode ficar com elas. Não quero nada do que é seu.

Impressionado, o milionário pergunta:

- Mas se não quer nada do que eu ofereci, o que quer então?

E o homem respondeu irritado:

- Achar o filho da p*** que me empurrou para a piscina!


Moral da história:


Somos capazes de realizar muitas coisas que por vezes nós mesmos não acreditamos, basta um empurrãozinho. Um filho da p***, em certos casos, é fundamental na nossa vida…


Atenção ao Detalhe

Uma jovem rebelde e muito liberal entra num bar, completamente nua. Pára em frente do barman e diz:

- Dê-me uma cerveja bem gelada!
O barman fica a olhar para ela sem se mexer.

- O que é que se passa? -diz ela- Nunca viu uma mulher nua???

- Muitas vezes!

- E então, está a olhar para onde???

- Quero ver de onde é que vai tirar o dinheiro para pagar a cerveja!




Cúmulos:



- da avareza:


Espreitar por cima dos óculos para não gastar as lentes


- da aventura:


Praticar sexo oral com uma canibal.


- do barulho:


Dois esqueletos a dançarem break-dance em cima de um telhado de zinco.


- da burrice:


Reprovar num exame às fezes.


- da coincidência:


Estar no cinema, tirar um macaco do nariz, fazer uma bolinha e, ao colá-la por baixo do acento, encontrar lá outra.


- da dificuldade:


Tirar macacos do nariz com luvas de boxe.


- da economia 1:


Tirar cera dos ouvidos e dar brilho ao chão.


- da economia 2:


Usar o papel higiénico dos dois lados.


- do egoísmo:


Não te digo.


- do esquecimento:


Ui! Esqueci-me!


- da habilidade:


Atar um embrulho com um fio de azeite.


- da falta de higiene:


Ter os dentes tão amarelos, tão amarelos que sempre que sorria o trânsito abrandava.


- da lentidão:


Fazer uma corrida sozinho e chegar em segundo.


- da magreza:


Andar à chuva e não se molhar.


- da paciência 1:


Assistir a uma corrida de caracóis em câmara lenta.


- da paciência 2:


Vomitar por uma palhinha.


- do preconceito:


Um tipo não fazer amor com a esposa por ser da família.


- da preguiça:


Levantar-se duas horas mais cedo para estar mais tempo sem fazer nada.


- da pobreza:


Vender a camisa para comprar sabão para a lavar.


- da rebeldia:


Morar sozinho e fugir de casa.


- da vaidade:


Comer uma rosa para enfeitar os vasos sanguíneos.



O humor é a forma mais rápida para obter a atenção dos outros.Para pô-los a ouvir, ponha-os a sorrir…
João Alberto Catalão

          Se algum dia sentir um vazio na sua vida. Coma, isso é fome...

João Alberto Catalão


          Era tão burro, tão burro, que até falhava o errado.

João Alberto Catalão


O peito das mulheres é como a Playstation. Destinados às crianças, são os pais que lhes dão mais uso.
Autor desconhecido

         Sabem qual é a diferença entre apatia e ignorância? Não sei, nem quero saber…

João Alberto Catalão

         Se a montanha vem a ti, foge que é um desabamento…

João Alberto Catalão


        Se acordas e não vês o Sol, experimenta abrir as persianas…

João Alberto Catalão




Eu aviso se eu não te ligar...

João Alberto Catalão

Sem comentários:

Publicar um comentário